ARTIGOS

HOMEOPATIA E A LEI SECA

November 25, 2016

Uma das formas de apresentação do medicamento homeopático é a forma líquida, e a maioria das formulações homeopáticas líquidas utilizam etanol a 30% como conservante. Ana K. C. C e cols. realizaram trabalho recente onde identificaram o teor de etanol presente no sangue após a administração de diferentes quantidades de uma solução contendo álcool etílico a 30% (similar a preparações homeopáticas). Como resultado encontraram que pessoas de peso médio (70Kg) após a ingestão de 5 gotas (dose usual) dessa solução, apresentam uma concentração sanguínea de 1mg/L de sangue e que a administração de 12mL ou o equivalente a 300gts dessa solução levou a uma concentração de 62mg/L de sangue em pessoa de peso médio (70Kg).

NOVOS MEDICAMENTOS HOMEOPÁTICOS

April 14, 2015

Uso dos Fármacos Modernos segundo o Princípio da Similitude

 

A Homeopatia utiliza como princípio fundamental a Lei da Similitude ou Lei da Semelhança. Esta lei propõe que toda substância capaz de provocar sintomas em um indivíduo são, também é capaz de curar estes sintomas produzidos. Os medicamentos homeopáticos são definidos após a comparação dos sintomas relatados pelo consulente, com a Matéria Médica. A Matéria Médica contém o quadro sintomático que cada medicamento homeopático provocou ao ser experimentado em condições sadias do indivíduo. Assim a definição do medicamento homeopático para cada consulente ocorre por semelhança entre os sintomas apresentados por ele e o medicamento presente na matéria médica que provoca estes mesmos sintomas em um homem saudável.

EMPREGO DE FÁRMACOS DE ACORDO COM O PRINCÍPIO DA SILIMITUDE

August 21, 2014

USO TERAPÊUTICO DO EFEITO REBOTE

 

De forma análoga ao princípio da similitude terapêutica que a homeopatia emprega há mais de dois séculos, utilizando substâncias que causam determinados sintomas para tratar distúrbios semelhantes, recentemente, vem sendo sugerida pela farmacologia moderna uma nova estratégia de tratamento (‘paradoxical pharmacology’), propondo que “a exacerbação de uma doença pode fazer com que os mecanismos compensatórios e redundantes do organismo consigam uma resposta benéfica em longo prazo”, empregando os “efeitos paradoxais e bidirecionais das drogas” de forma terapêutica. Essa ‘farmacologia paradoxal’ tem sido utilizada no emprego dos betabloqueadores e dos bloqueadores dos canais de cálcio na insuficiência cardíaca congestiva (ICC), melhorando a contratilidade ventricular e diminuindo a mortalidade, além do emprego dos mesmos betabloqueadores no tratamento crônico da asma, promovendo broncodilatação e diminuição da inflamação nas vias respiratórias. No uso do efeito paradoxal antidiurético das tiazidas para tratar o diabetes insipidus, reduzindo a poliúria e aumentando a osmolalidade da urina, e na aplicação do trióxido de arsênico (As2O3), importante agente carcinogênico, como promissor agente antineoplásico (na leucemia promielocítica aguda). No emprego do efeito rebote dos contraceptivos orais como indutores da ovulação (gravidez) em mulheres portadoras de esterilidade funcional, e na utilização de drogas estimulantes do sistema nervoso central (anfetamina, metilfenidato, pemolina, etc.) no tratamento da hiperatividade, em vista de seu efeito bifásico. Dentre outros.

NOVOS CONCEITOS SOBRE A ÁGUA E POSSIBILIDADES DE APLICAÇÕES

January 15, 2014

Resumo

No passado, alguns pesquisadores que estudavam os efeitos do campo magnético muitas vezes os relacionavam com a ação de sensitivos sobre diversos sistemas. No entanto, nas últimas décadas percebeuse que as alterações observadas nesses sistemas deviam-se basicamente à presença de água nos mesmos. Dentre vários processos que podem alterar o comportamento da água líquida estão a ação de campos magnéticos e o processo de diluição sucessiva em soluções aquosas. Existem várias evidências de que a água tratada em campos magnéticos possui propriedades diferentes da água não tratada. Esse fato se deve ao enfraquecimento ou à quebra das ligações de hidrogênio entre as moléculas de água. No processo de dinamização observa-se que soluções diluídas apresentam absorção de luz UV numa faixa de concentração em que o soluto não é mais detectado pelo espectrômetro, o que indica a absorção de luz por possíveis arranjos do solvente a partir das dinamizações.


Palavras-chave

 

Campo magnético, clusters, soluções diluídas.

Please reload